Café da Manhã
Em aversão ao risco

Café da Manhã Em aversão ao risco

É como está a começar a semana, com os mercados a aguardarem pelas diversas reuniões de bancos centrais a ter lugar nos próximos dias.

Com a agenda económica para esta segunda-feira praticamente vazia, a semana começa em modo de aversão ao risco com os mercados no Japão e no Reino Unido de fora com o último a respeitar um dia de luto pela falecida rainha Isabel II.

Os mercados aguardam por uma série de reuniões de bancos centrais a ter lugar esta semana, com todos os olhos colocados na reunião da Reserva Federal dos Estados Unidos na próxima quarta-feira.

Na passada sexta-feira, os mercados accionistas norte-americanos terminaram mais uma sessão em perdas, com a confiança dos investidores em activos de risco a continuar minada pelo aumento da inflação que está a levar a fortes subidas nas taxas de juro por parte do banco central.
O índice Dow Jones recuou 0,45%, o S&P 500 0,72% e o índice Nasdaq voltou a liderar as perdas ao cair 0,90%.

A semana começou na Ásia, com os mercados accionistas a continuarem as perdas com que terminaram na semana passada.
Na Austrália o índice ASX 200 recuou 0,28%.
Na China o índice Shanghai Composite recuou 0,35% e o Hang Seng, de Hong Kong, 1,14%.
Na Coreia do Sul, o índice Kospi terminou a sessão a perder 1,14%.

As acções na Europa estão também a começar o dia em terreno negativo.
O índice Euro Stoxx 50 segue de momento a recuar 0,68% e o DAX 0,32%.
Em França, o índice CAC 40 perde 0,94%.

No mercado cambial o dólar começa a semana em ganhos com o índice DXY em torno de 110 e o EUR/USD a voltar a negociar abaixo da paridade.
O iene japonês mantém-se a negociar em torno dos níveis de fecho da semana passada, com o USD/JPY a negociar em torno de 143,50.
A libra regista ligeiras perdas, com o EUR/GBP em torno de 0,8770 e o GBP/USD de novo abaixo de 1,1400.
Em perdas mais acentuadas estão as divisas mais sensíveis à volatilidade nos mercados accionistas, ao petróleo e às commodities em geral.
O USD/CAD negocia acima de 1,3300 pela primeira vez desde Novembro de 2020.
O EUR/NOK segue a negociar em máximos de mais de dois meses em torno de 10,25.
O AUD/USD negocia abaixo de 0,6700, em torno de mínimos de mais de dois anos.

Os preços do petróleo continuam a seguir os restantes activos de risco, entre receios de que uma recessão vá levar a uma diminuição na procura por combustiveis.
O Brent está a começar a semana a negociar a $90,00 por barril e o WTI a $83,30.


O que pensa sobre este tema?