Amanhã destacamos
Inflação e ISM

Amanhã destacamos Inflação e ISM

Será uma quarta-feira bem preenchida de indicadores económicos relevantes, onde o destaque vai para os dados da inflação na Zona Euro e para o índice de serviços do ISM, nos Estados Unidos.

Começa já esta noite com o índice Caixin PMI de Serviços na China que, depois dos PMIs oficiais e do industrial da Caixin terem saído acima do estimado pelos mercados, deverá também mostrar uma subida ligeira de 52,5 para 52,7.

Pela manhã, na Zona Euro, o destaque vai para os dados da inflação do mês de Março. As estimativas apontam para que os preços tenham aumentado em Março 0,9%, acima dos 0,6% no mês anterior. A inflação anual deverá manter-se nos 2,6%, enquanto a inflação subjacente deverá cair de 3,1% para 3,0%.
Teremos ainda a taxa de desemprego que, segundo as previsões, deverá manter-se nos 6,4%.

À tarde, nos Estados Unidos, começamos por ter os números do emprego privado, com as estimativas a apontarem para 148 mil novos postos de trabalho, face a 140 mil no mês anterior. Teremos também a leitura final do S&P Global PMI de serviços onde não se espera qualquer surpresa mantendo a leitura inicial de 51,7.
As atenções irão estar no índice ISM de serviços onde as estimativas apontam para que se mantenha em torno do valor do mês passado de 52,6, com os mercados a estarem ainda atentos aos subcomponentes do emprego, preços e novas encomendas.

Os mercados irão estar também de olhos e ouvidos postos nas palavras de Jerome Powell no Stanford's Business, Government, and Society Forum.
Mas não será o único a falar.
Michele Bowman irá falar sobre liquidez bancária, regulamentação e o papel do Fed como credor de último recurso na Mesa Redonda do Comité de Regulamentação do Mercado de Capitais, em Washington.
Michael Barr estará também em Washington na Just Economy Conference 2024 a falar sobre a Community Reinvestment Act (Lei de Reinvestimento Comunitário).
Adriana Kugler irá falar sobre a perspectiva económica e política monetária num evento organizado pela Universidade de Washington, em St. Louis.


O que pensa sobre este tema?